Sarampo: 145 casos suspeitos e 53 confirmados

Direção-Geral da Saúde refere ainda a existência de cinco doentes internados

Já são 145 os casos suspeitos de sarampo, dos quais 53 foram confirmados. Os números foram divulgados pela Direção-Geral da Saúde (DGS) e dizem respeito ao último balanço (feito às 19.00 desta segunda-feira). A maior parte dos casos investigados até agora estão ligados ao Hospitald e Santo António, no Porto.

Estão internados cinco doentes, "com situação clínica estável", refere o comunicado. Além dos 53 casos confirmandos, existem também 51 que depois de analisados verificou-se que não era sarampo. Há 41 casos que aguardam os resultados das análises feitas pelo Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge. Entre os quais, estão os seis casos suspeitos revelados esta tarde, no Hospital de Gaia.

Todos os casos confirmados são referentes a doentes adultos e estão todios relacionados com o surto da região norte. Ainda que um dos doentes seja do centro.

A DGS recorda que o contágio do sarampo se faz "por contacto direto com as gotículas infeciosas ou por propagação no ar quando a pessoa infetada tosse ou espirra". O período de contágio acontece desde quatro dias antes e até quatro dias depois do aparecimento da erupção cutânea. Os sintomas aparecem entre 10 e 12 dias depois de a pessoa ser contagiada.

Continua a ser recomendada a vacinação, a forma mais eficaz de prevenção, sublinha a Direção-Geral da Saúde.

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG