Santos Silva afirma que aprovação do OE garante a "normalidade constitucional"

Governante sublinha que esta proposta do Orçamento "aposta na compatibilização entre a consolidação orçamental e algum crescimento económico e, sobretudo, no regresso à normalidade constitucional".

O ministro dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva, afirmou esta quinta-feira que a aprovação na generalidade do Orçamento do Estado (OE) para 2016, permite regressar à "normalidade constitucional" e que a apreciação positiva da agência Moody`s chega "sem surpresa".

A agência financeira considerou hoje que a nova versão do Orçamento de Estado para 2016 (OE2016) é "positiva" em termos de risco de crédito e melhora a credibilidade orçamental atribuindo ao país um crédito fiscal positivo.

Neste sentido, o governante reafirmou que este OE é " proposta que nos parece muito prudente, muito sólida e que sobretudo aposta na compatibilização entre a consolidação orçamental e algum crescimento económico".

No entanto, apesar de considerar ser "sempre positivo receber sinais positivos dos mercados, das agências de rating", o ministro sublinha que o mais importante para o país é que "se concentre no trabalho que tem de fazer e que é, uma vez aprovado o orçamento, executá-lo com rigor".

A aprovação do OE na generalidade ocorreu na terça-feira com votos a favor do PS, BE, PCP e PEV.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG