Raríssimas: pais e funcionários criam lista para concorrerem à direção

Seis mães e um pai, além de trabalhadores das delegações da associação, receiam candidatura do marido de Paula Brito da Costa

Seis mães, um pai e dois funcionários da Raríssimas, um da Casa dos Marcos e outro da delegação Norte, apresentaram uma lista à direção da instituição.

Segundo o JN, a lista foi formada nas últimas 24 horas, depois de correrem boatos de que o marido de Paula Brito da Costa, a ex-presidente da instituição, se preparava para formar uma candidatura.

A lista está a ser analisada pela mesa da Assembleia Geral, uma reunião que foi suspensa esta manhã e que conta com 26 sócios com mais de um ano de cotas.

Para concorrerem à direção da associação, as listas devem apresentar os elementos por funções a desempenhar e devem ser também apresentados os currículos dos candidatos, incluindo menção a cargos sociais desempenhados nos últimos cinco anos.

Não são elegíveis para cargos da direção ou do conselho fiscal os associados que tenham sido removidos de cargos diretivos ou tenham sido declarados responsáveis por irregularidades cometidas no exercício dessas funções.

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG