"Quem quer ser Presidente tem de ter força"

Sampaio da Nóvoa foi lançar cavacas a Aveiro. Um dia em que a sua candidatura saiu à rua aproveitando as tréguas da chuva

Ao segundo dia do período oficial de campanha, Sampaio da Nóvoa aproveitou as tréguas da meteorologia para sair à rua. Na manhã desta segunda-feira, em Espinho, com uma visita à feira semanal, e depois à tarde em Aveiro, numa festa popular que conhece bem dos tempos em que viveu na cidade. Pelo meio, em Oliveira de Azeméis, ainda teve tempo para uma visita a crianças e idosos, na Santa Casa da Misericórdia local.

Da sede da candidatura, no centro da cidade, o candidato presidencial rumou para as festas de São Gonçalinho, santo casamenteiro do bairro da Beira-Mar. Manda a tradição aveirense que para cumprir promessas se lancem cavacas do cimo da capela. Sampaio da Nóvoa, que viveu quatro anos em Aveiro, também o fez. No largo fronteiro, um aveirense deu-lhe a receita, cá de baixo: "Quem quer ser Presidente tem de ter força."

Aos jornalistas, com uma cavaca na mão (diz também a tradição que resistir sem a comer, por um ano, traz sorte), Sampaio da Nóvoa deixou depois o elogio das tradições. "No país inteiro as festas populares, as tradições populares, estão a ganhar uma nova pujança, sinal de nova vitalidade das questões culturais, do património." A 24 de janeiro se saberá a sorte que lhe calha.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG