Praça do Comércio com videovigilância na passagem do ano

Objetivo é manter as pessoas em segurança e prevenir a prática de crimes

A PSP anunciou hoje que vai utilizar câmaras de videovigilância na praça do Comércio e zona envolvente durante os festejos da passagem do ano em Lisboa para garantir a segurança de pessoas e bens e prevenção da criminalidade.

Em comunicado, o Comando Metropolitano de Lisboa da PSP (Cometlis) adianta que as câmaras de videovigilância vão ser utilizadas depois do parecer positivo da Comissão Nacional de Proteção de Dados (CNPD) e da autorização do ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita, tal como está previsto na lei que regula a utilização da videovigilância pelas forças e serviços de segurança em locais públicos.

A Polícia de Segurança Pública garante que vai utilizar câmaras de videovigilância na praça do Comércio e zona envolvente com "a finalidade expressa de proteção da segurança de pessoas e bens e prevenção da prática de crimes".

Segundo a PSP, a zona abrangida pela videovigilância será sinalizada nos termos legais e "as imagens captadas pelo sistema serão visualizadas em tempo real e não existe captação e gravação de som".

A polícia refere também que, nos termos da lei, as imagens gravadas são conservadas durante 30 dias a contar da data da sua captação e os direitos de acesso e eliminação podem ser exercidos pelo chefe do núcleo de operações do Cometlis, que é o responsável pela conservação e tratamento dos dados.

Na nota hoje divulgada, a PSP reitera a proibição de aceder ao interior da praça do Comércio com garrafas e copos de vidro, recomendando, por isso, às pessoas para que não se façam acompanhar desses objetos.

Em declarações ao DN, o intendente Hugo Palma, porta-voz da Direção Nacional da PSP, já havia avançado que nas festas de passagem do ano no Terreiro do Paço Lisboa iria assistir a uma das maiores ações policiais de sempre na cidade. Todos os acessos ao Terreiro do Paço vão estar controlados e a PSP vai colocar barreiras de cimento e estruturas com espigões metálicos para bloquear as viaturas (carris antiveículo). Temos algumas dessas estruturas de fabrico próprio", adiantou o oficial, explicando que as mesmas medidas serão extensivas ao réveillon no Porto, que terá lugar na Avenida dos Aliados.

À semelhança da entrada em estádios ou salas de concertos, o público que vai dirigir-se ao Terreiro do Paço para assistir aos espetáculos será alvo de revistas visuais, com abertura de mochilas e malas e o uso de raquetas para deteção de armas.

Estão a ser preparados três dias de festa para os lisboetas celebrarem o fim de 2017 e o início de 2018 no Terreiro do Paço, com entrada livre. Dia 29, às 22:00, há um concerto de Ana Moura, e no dia seguinte, à mesma hora, atuam Lura e Bonga. A 31, a festa começa, também às 22:00, com Marta Ren & The Groovelvets e continua com os Capitão Fausto. À meia-noite há fogo-de-artifício com música dos Beatbombers e segue-se um concerto que junta Ana Bacalhau, Ana Deus, Lena d"Água, Luís Portugal, Miguel Ângelo, Rui Pregal da Cunha, Samuel Úria, Viviane e Xana.

Sem previsões de chuva

Pela baixa de Lisboa deverão passar milhares de pessoas, não havendo previsão de chuva.

Segundo o IPMA, na tarde de dia 31 em Portugal continental prevê-se a ocorrência de períodos de chuva fraca ou chuvisco nas regiões Norte e Centro, tornando-se moderada a partir do início da tarde e estendendo-se à região Sul, passando gradualmente a regime de aguaceiros fracos e pouco frequentes a partir do final da tarde.

"Deste modo, a tendência atual para a noite de passagem de ano é de ocorrência de aguaceiros em alguns locais, embora com baixa probabilidade", refere a entidade em comunicado.

Metro funciona toda a noite

As linhas azul, verde e vermelha do Metropolitano de Lisboa irão funcionar durante toda a noite na madrugada de dia 01 de janeiro.

De acordo com a informação disponibilizada na página oficial da empresa, na linha azul estarão abertas as estações de Pontinha, Colégio Militar-Luz, Jardim Zoológico, São Sebastião, Marquês de Pombal, Restauradores e Baixa-Chiado, enquanto na linha verde irão funcionar as estações de Telheiras, Areeiro, Alameda, Rossio, Baixa-Chiado e Cais do Sodré.

Na linha vermelha, estarão abertas apenas as estações de Moscavide, Oriente, Olivais, Alameda e São Sebastião.

O metro lembra ainda que, "por ocasião das festividades previstas para a noite de fim de ano na Praça do Comércio, a estação Terreiro do Paço (linha Azul) encerrará às 22:30 do dia 31 de dezembro, reabrindo a estação às 06:30 do dia 01 de janeiro de 2019".

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG