João Galamba vai deixar de ser porta-voz do PS

Sete membros do Governo entram no novo Secretariado Nacional

A dirigente socialista Maria Antónia Almeida Santos vai substituir o vice-presidente da bancada do PS João Galamba no cargo de porta-voz, disse à agência Lusa fonte oficial do partido.

Maria Antónia Almeida Santos já fazia parte da Comissão Permanente do PS, o chamado "núcleo operacional" deste partido, que é liderado pela secretária-geral adjunta, Ana Catarina Mendes e que foi constituído logo após a formação do atual Governo minoritário socialista.

Na sequência do Congresso da Batalha, entre esta sexta e domingo, João Galamba abandona a Comissão Permanente dos socialistas, onde era o porta-voz, fazendo apenas parte do Secretariado Nacional do PS, o órgão de direção formal deste partido e que é liderado por António Costa.

Da Comissão Permanente do PS saiu também o deputado e dirigente socialista Porfírio Silva, que, no entanto, vai continuar no Secretariado Nacional. por outro lado, o líder do PS, António Costa, decidiu promover ao Secretariado Nacional, o órgão de direção formal deste partido, sete membros do seu Governo.

Entram o ministro do Planeamento e das Infraestruturas, Pedro Marques, e os secretários de Estado Alexandra Leitão, Ana Mendes Godinho, Graça Fonseca, Marcos Perestrello, Mariana Vieira da Silva e Pedro Nuno Santos.

"Com esta nova equipa, o secretário-geral do PS [António Costa] pretende renovar e reforçar politicamente o Secretariado Nacional, tendo em vista os três atos eleitorais de 2019: regionais da Madeira, europeias e legislativas", adiantou a mesma fonte socialista.

Além destas sete entradas, Eurico Brilhante Dias, secretário de Estado para a Internacionalização, que já estava na direção eleita do PS em 2016, é o oitavo membro do Governo presente nesta equipa dirigente.

João Galamba, vice-presidente da bancada socialista, saiu da Comissão Permanente e passa apenas a integrar o Secretariado Nacional

O Secretariado Nacional do PS é liderado por António Costa, tendo entre os membros inerentes a secretária-geral adjunta, Ana Catarina Mendes, e o presidente do partido e líder parlamentar, Carlos César.

Por outro lado, todos os membros da Comissão Permanente do PS (o órgão operacional de direção dos socialistas) fazem parte desta equipa do Secretariado Nacional.

Da equipa de direção formada em 2016 por António Costa, transitam para o novo elenco os presidentes de câmara Eduardo Vítor Rodrigues (Gaia), Fernando Medina (Lisboa), Isilda Gomes (Portimão) e Maria do Céu Albuquerque (Abrantes).

Continuam também a fazer parte deste órgão de direção, o jurista José Manuel Mesquita e o deputado socialista Porfírio Silva, além de Eurico Brilhante Dias, que esteve nas direções lideradas por António José Seguro.

No domingo, o 22.º Congresso do PS elege por voto secreto a nova Comissão Nacional, o órgão máximo partidário entre congressos

António Costa vai propor a eleição desta nova equipa do Secretariado Nacional depois do Congresso da Batalha, na primeira reunião da Comissão Nacional do PS.

No domingo, o 22.º Congresso do PS elege por voto secreto a nova Comissão Nacional, o órgão máximo partidário entre congressos.

Depois, na primeira reunião da Comissão Nacional pós-congresso, são eleitos a Comissão Política (órgão de direção alargado), o Secretariado Nacional (órgão de direção restrita) e a Comissão Permanente (o chamado núcleo operacional).

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG