Presidente do PS continua a reter "desconsiderações" de Schäuble

Ministro das Finanças alemão terá dito que Mário Centeno era o Cristiano Ronaldo do Ecofin

O líder parlamentar socialista desvalorizou hoje alegadas afirmações proferidas pelo ministro das Finanças da Alemanha em que terá comparado o seu homólogo português, Mário Centeno, a Cristiano Ronaldo, dizendo preferir reter as "desconsiderações" de Wolfgang Schäuble a Portugal.

Carlos César falava em conferência de imprensa, na Assembleia da República, depois de confrontado com declarações que terão sido proferidas pelo ministro alemão das Finanças, Wolfgang Schäuble, elogiando o seu homólogo português, Mário Centeno.

Na 'newsletter' do 'site' Politico, que acompanha as políticas e personalidades da União Europeia, refere-se que o ministro alemão das Finanças disse na terça-feira, no Eurogrupo, que Mário Centeno é "o [Cristiano] Ronaldo do Ecofin", o grupo de ministros das Finanças da União Europeia.

Carlos César reagiu com prudência a estas palavras alegadamente proferidas pelo titular alemão das Finanças.

"Como sou muito precaucionário, prefiro reter as últimas observações do senhor ministro das Finanças [alemão] desconsiderando o Estado Português", disse apenas o presidente do PS.

Exclusivos

Premium

Espanha

Bolas de aço, berlindes, fisgas e ácido. Jovens lançaram o caos na Catalunha

Eram jovens, alguns quase adultos, outros mais adolescentes, deixaram a Catalunha em estado de sítio. Segundo a polícia, atuaram organizadamente e estavam bem treinados. José Manuel Anes, especialista português em segurança e criminalidade, acredita que pertenciam aos grupos anarquistas que têm como causa "a destruição e o caos" e não a luta independentista.