Marcelo Rebelo de Sousa dois dias na Croácia

O Presidente da República iniciaesta quinta-feira uma visita de Estado inédita à Croácia, de dois dias, num momento de instabilidade política neste país, que é o mais recente membro da União Europeia

Marcelo Rebelo de Sousa, que se vai reunir com a Presidente e com o primeiro-ministro da Croácia, afirmou à chegada a Zagreb, na quarta-feira à noite, que tenciona falar da experiência portuguesa recente e explicar o percurso de Portugal na zona euro.

"Não me vou pronunciar sobre a situação política na Croácia. Naturalmente que terei todo o prazer em falar da experiência portuguesa. Até porque, como sabem, temos dados económicos e financeiros recentes", declarou aos jornalistas.

Salientando que a Croácia "é candidata ao Eurogrupo", o chefe de Estado considerou que "explicar a experiência portuguesa no euro pode ser interessante", e que a vontade das autoridades croatas de aderir à moeda única demonstra "o dinamismo da zona euro".

Marcelo Rebelo de Sousa visita a Croácia no ano em que se celebram 25 anos de relações diplomáticas com este país dos Balcãs, a convite da sua homóloga, Kolinda Grabar-Kitarovic, que o vai receber hoje de manhã, estando prevista uma conferência de imprensa conjunta.

Esta visita de Estado, concentrada na capital croata, é a primeira de um Presidente português à Croácia desde a sua independência em relação à antiga Jugoslávia, que foi declarada unilateralmente em 1991, após referendo, seguindo-se uma guerra que durou até 1995.

Após o encontro com Grabar-Kitarovic, o Presidente da República vai depositar uma coroa de flores no memorial "Voz das Vítimas Croatas - Muro da Dor", seguindo-se um almoço com o novo presidente do parlamento croata, Gordan Jandrokovic, que está em funções há cerca de duas semanas.

A Croácia vive um contexto de turbulência política, em que o partido centrista Most (Ponte) abandonou a coligação governamental liderada pelos conservadores da União Democrática Croata (HDZ), na sequência da destituição de três dos seus ministros, e que levou à demissão do anterior presidente do parlamento.

Kolinda Grabar-Kitarovic, a primeira mulher a presidir à Croácia, e o atual primeiro-ministro croata, Andrej Plenkovic, com quem o Presidente da República se vai reunir na sexta-feira, são ambos provenientes do HDZ.

Nesta quinta-feira à tarde, o programa do Presidente inclui a inauguração de uma exposição de azulejos que faziam parte do espólio da antiga embaixada da Jugoslávia em Lisboa.

À noite, depois de um jantar oferecido pela Presidente croata, Marcelo Rebelo de Sousa vai oferecer um concerto da fadista Cuca Roseta, no Museu de Arte Contemporânea de Zagreb.

Acompanham o Presidente da República nesta visita a secretária de Estado dos Assuntos Europeus, Margarida Marques, o presidente da Agência para o Investimento e o Comércio Externo de Portugal (AICEP), Luís Castro Henriques, e os deputados Sérgio Azevedo, do PSD, Porfírio Silva, do PS, Pedro Mota Soares, do CDS-PP, e Paulo Sá, do PCP.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG