Simulacro de incêndio na Ponte 25 de Abril. Circulação vai complicar-se

Teste está marcado para segunda-feira. Apesar de o trânsito no tabuleiro ser condicionado, a circulação não será interrompida

O Plano de Emergência Integrado na Ponte 25 Abril vai ser testado num simulacro que se realiza na madrugada de segunda-feira, sem impedir a circulação automóvel, informou hoje a Infraestruturas de Portugal (IP).

O simulacro, em colaboração com a Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC), decorre entre as 01:30 e as 03:30 de segunda-feira.

O trânsito no tabuleiro, que liga Lisboa e Almada, vai estar momentaneamente condicionado, mas, segundo fonte da empresa, a operação não irá impedir a circulação.

"Esta infraestrutura, pelas características que apresenta, obriga à definição de regras específicas no que respeita à gestão da emergência, sendo necessária uma elevada articulação entre as diversas entidades com responsabilidades nesta matéria, pelo que o exercício será conduzido sob a coordenação da ANPC e tem como finalidade testar a coordenação e capacidade da Infraestruturas de Portugal e demais Agentes de Proteção Civil (APC), garantindo o cumprimento dos procedimentos inseridos no Plano de Emergência Integrado", refere a nota da IP.

O exercício não é acessível a pessoas que não integrem as entidades operacionais envolvidas.

Exclusivos

Premium

Alentejo

Clínicos gerais mantêm a urgência de pediatria aberta. "É como ir ao mecânico ali à igreja"

No hospital de Santiago do Cacém só há um pediatra no quadro e em idade de reforma. As urgências são asseguradas por este, um tarefeiro, clínicos gerais e médicos sem especialidade. Quando não estão, os doentes têm de fazer cem quilómetros para se dirigirem a outra unidade de saúde. O Alentejo é a região do país com menos pediatras, 38, segundo dados do ministério da Saúde, que desde o início do ano já gastou mais de 800 mil euros em tarefeiros para a pediatria.