PCP acusa Bloco de fazer tudo "por mais uns minutos de televisão"

O comentário de uma dirigente comunista no jornal Avante! vem ainda a propósito do cartaz do Bloco sobre a adoção homossexual.

O PCP, na edição de hoje do jornal Avante! acusa o Bloco de Esquerda de utilizar o polémico cartaz com uma imagem de Jesus que pretendia celebrar a adoção por casais do mesmo sexo para ter "mais uns minutos de televisão" e acusa a coordenadora do BE, Catarina Martins, de "culpar os outros" ou até mesmo de "sacudir a água do capote".

O texto da dirigente comunista Margarida Botelho, na secção de opinião do jornal, reproduz o título do referido cartaz, "Jesus também tinha 2 pais", e considera que a imagem que o partido pretendia transmitir "é ilustrativa do seu posicionamento e da sua natureza: um slogan bem esgalhado, mais uns minutos de televisão, uma polémica fanfarrona, um tema da moda, justificam tudo".

Margarida Botelho, que é membro do Comité Central do partido, refere ainda que o PCP foi sempre a favor da utilização do humor no combate político e valoriza "os avanços que têm sido alcançados contra a discriminação em função da orientação sexual", no entanto, não pode acompanhar a forma utilizada pelo BE de aludir ao assunto.

"Demarcamo-nos", é assim que a dirigente comunista posiciona o seu partido em relação à atitude do BE, referindo que o PCP "pauta a sua ação pelo respeito pelos sentimentos e convicções religiosas" dos cidadãos e que não "usa, nem que usar mensagens políticas que possam ser consideradas ofensivas ou manipulatórias das crenças das pessoas".

Para além disso, a membro do Comité Central do PCP condena a atitude da dirigente do BE, acusando-a de "sacudir a água do capote" culpabilizando outros.

A dirigente comunista acrescenta ainda que "a luta contra a discriminação dos homossexuais [...] tem muitas décadas e muitos protagonistas. Não nasceu com o BE, nem se resume ao BE. Felizmente".

Exclusivos