Pacheco diz que Santana quis criar novo partido em 2011

Comentador revelou que Santana tentou congregar apoios para, em 2011, disputar eleições com o PSD de Pedro Passos Coelho

Pacheco Pereira revelou na quinta-feira à noite, no programa Quadratura do Círculo, na SIC Notícias, que Pedro Santana Lopes o convidou para formar um novo partido em 2011. O propósito seria mesmo o de avançar para eleições, contra o PSD de Pedro Passos Coelho.

De acordo com o comentador, Santana telefonou-lhe a pedir um encontro, que teve depois lugar no Hotel da Lapa, em Lisboa, em data que não precisou, mas que diz ter anotada."Estava muito indign ado porque no PSD estava a haver uma transição de pessoas que o enojava - e cito aqui as palavras - entre pessoas que tinham sido apoiantes de Manuela Ferreira Leite e que agora estavam todos a passar-se para Pedro Passos Coelho. E isso levava-o a considerar que o PSD estava morto, já não tinha salvação", acrescentou. "Não me disse só a mim, disse a outras pessoas, não vale a pena estar a negar", acrescentou ainda José Pacheco Pereira, garantindo que o agora candidato à liderança dos sociais-democratas "queria fazer um partido, não era um movimento, como agora diz em relação à tentativa anterior". "Não venha dizer que nunca atuou contra o PSD, que nunca atacou Pedro Passos Coelho. Nada disso é rigorosamente verdade", acusou.

Santana já veio, entretanto, desmentir as palavras de Pacheco Pereira, afirmando que se tratava de um movimento e não de um partido.

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG