18 casos de Legionella no Hospital S. Francisco Xavier

Direção-Geral de Saúde informa que já está a ser definida a "resposta adequada ao controlo do surto"

Em conferência de imprensa, a Diretora-geral de Saúde, Graça Freitas, revelou que foram diagnosticados, desde o dia 31 de outubro de 2017, no Centro Hospitalar de Lisboa Ocidental (CHLO) - Hospital de São Francisco Xavier, 18 casos de Doença dos Legionários, confirmados laboratorialmente"

Um outro caso com ligação epidemiológica ao Hospital de São Francisco Xavier "foi diagnosticado numa unidade de saúde privada, onde se encontra internado"

"Os doentes são, na sua maioria, idosos com fatores de risco associados", afirmou.

As amostras recolhidas "em vários pontos dos circuitos de água do Hospital de São Francisco Xavier" revelaram a presença de Legionella.

A DGS afirma que "foram tomadas as medidas adequadas para interromper a possível fonte de transmissão.".

A investigação epidemiológica mantém-se nas vertentes da vigilância da saúde humana e ambiental

A DGS garante que as "medidas de segurança adotadas preveem-se suficientes para interrupção da transmissão e controlo do surto".

Mudanças

No comunicado, a DGS sublinha que "o INEM irá redirecionar temporariamente para outras instituições hospitalares os doentes mais graves que se destinariam ao Serviço de Urgência do Hospital de São Francisco Xavier, que se irá manter aberto para os restantes doentes".

A medida é tomada para "facilitar a implementação das medidas de controlo".

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG