Estrada de 7,6 milhões é "obra do século" para Câmara de Mondim de Basto

É uma reivindicação antiga da população e dos autarcas

A construção da nova ligação rodoviária de Mondim de Basto a Celorico de Basto deverá arrancar até ao verão e custar 7,6 milhões de euros, dando resposta a uma reivindicação antiga da população e autarcas.

Na segunda-feira, realiza-se a assinatura do contrato da empreitada de construção da ligação de Mondim de Basto à Estrada Nacional 210 (EN210), uma cerimónia que contará com a presença do secretário de Estado das Infraestruturas, Guilherme d'Oliveira Martins.

O presidente da Câmara de Mondim de Basto, Humberto Cerqueira, afirmou à agência Lusa que esta é considerada a "obra do século" porque vai "ajudar a desencravar" este concelho do distrito de Vila Real. "Só para termos uma noção da importância da via para o desenvolvimento do concelho, a ponte que nos liga a Celorico de Basto é de 1882", salientou.

Na segunda-feira, segundo o autarca, vai ser "dado o último passo antes do início da obra", a qual deverá arrancar até ao verão e, depois, deverá estar concluída em cerca de dois anos. "Para nós é um dia marcante na histórica do concelho", frisou.

Humberto Cerqueira realçou o impulso dado pelo Governo de António Costa para a concretização "desta via estruturante", conseguindo "resolver um problema que se arrastava há décadas". "O Governo PS prometeu, assumiu o compromisso e cumpriu. O próprio primeiro-ministro esteve cá na assinatura desse protocolo e criou condições para a obra se realizar", salientou.

Humberto Cerqueira realçou as vantagens da nova via ao nível do conforto e da segurança dos utentes e da atração de turistas e empresas e criação de emprego. "Temos esperança que seja um salto grande em termos daquilo que é o desenvolvimento do concelho, que seja aquele 'clique' que faltava para desenvolver este concelho", sublinhou.

Segundo informações disponibilizadas pela Infraestruturas de Portugal (IP), a obra envolve um investimento de 7,6 milhões de euros e implica a construção de uma nova estrada alternativa à EN210 e EN304, com 2,6 quilómetros de extensão. Compreende ainda a construção de duas pontes, uma sobre o rio Tâmega (com 232 metros) e sobre o rio Veade (com 154 metros), e a requalificação do troço da atual EN304, com cerca de um quilómetro, que inclui o alargamento desta via, de modo a garantir a ligação do centro urbano de Mondim à Ciclovia do Tâmega.

De acordo com a IP, a realização desta via será complementada com a futura construção do troço da variante à EN210, entre Lordelo e Corgo, no concelho de Celorico de Basto, cujo concurso público para a elaboração do projeto de execução foi publicado no Diário da República a 27 de abril.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG