Miguel Relvas ausente do Congresso "por razões profissionais"

Antigo ministro chegou a prever ir ao congresso, mas não estará presente. Certo é que ficará fora dos órgãos nacionais

O antigo ministro e ex-secretário-geral do PSD, Miguel Relvas, garantiu hoje ao DN que não marcará presença no 36º Congresso do PSD "por razões profissionais". O antigo homem forte do aparelho tinha divulgado em fevereiro, em declarações ao DN que estava como líder do PSD: "Apoio, como sempre apoiei, Passos Coelho, que é a melhor presidência para o PSD e conseguiu o milagre de vencer as eleições [legislativas]".

Como o DN adiantou, este seria o congresso da despedida para Relvas, que sairá dos órgãos nacionais do PSD, após em 2014 ter sido o primeiro nome da lista apoiada por Passos Coelho ao Conselho Nacional. Na altura, o antigo ministro contava, no entanto, participar na reunião magna do partido. "Sou congressista, por isso, assumirei o meu lugar, a não ser que aconteça algo de extraordinário", revelou.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG