Miguel Frasquilho deixa AICEP 

O presidente da Agência para o Investimento e o Comércio Externo de Portugal já comunicou ao Governo que quando acabar o mandato" pretende "abraçar novos desafios profissionais". [Em atualização]

"Tenho o sentimento de missão cumprida." Miguel Frasquilho revela em entrevista à TSF e ao DN que não pretende ver renovado o mandato à frente da AICEP (Agência para o Investimento e o Comércio Externo de Portugal).

Frasquilho lembra que foi nomeado por Pedro Passos Coelho, "em abril de 2014", mas afasta qualquer ligação entre a saída da liderança da Agência e a mudança de Governo: "Foi uma iniciativa que partiu de mim e não tem rigorosamente nada a ver com o facto de ter havido uma mudança de Governo, ou se outras quaisquer leituras que possam ser feitas."

Sobre o futuro, o que vai fazer depois de concluído o mandato, o economista diz que ainda não sabe ao certo o que vai fazer. "Não sei. Eu continuo muito concentrado na minha atividade na AICEP. Não tenho de sair no dia 31 de dezembro de 2016 à meia-noite, em princípio nos primeiros meses de 2017 continuarei em funções, para fechar os dossiês referentes a 2016 ainda e a seu tempo se sabará o que irei fazer a seguir."

Miguel Frasquilho é o convidado desta semana da Entrevista TSF/DN, que é publicada no Diário de Notícias no domingo e vai para o ar nesse dia, depois das notícias das 12h.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG