Mário Soares está consciente e com "progressão clínica favorável"

Antigo Presidente está consciente e já consegue estabelecer contacto verbal

Mário Soares registou esta sexta-feira "progressão clínica favorável ao nível da consciência", estando já capaz de estabelecer "contacto verbal direto, com resposta compreensiva mas ainda incipiente". O ponto da situação foi feito pelo porta-voz do Hospital da Cruz Vermelha, José Barata, no boletim clínico das 18:00 horas.

De acordo com o responsável, o antigo presidente está consciente e capaz de responder a perguntas, mas o prognóstico permanece reservado e a expectativa é de que Mário Soares continue internado na unidade de cuidados intensivos nos próximos dias.

Soares, de 92 anos, está desde a madrugada de terça-feira internado no Hospital da Cruz Vermelha, em Lisboa.

No boletim clínico feito hoje de manhã, o hospital dava já nota de que Mário Soares apresentava "indícios de retoma do estado de consciência" e que a sua situação clínica continuava a evoluir favoravelmente. Mas, apesar desta melhoria geral, mantinha-se o prognóstico reservado.

O próximo boletim clínico de Mário Soares está marcado para sábado, às 13:30, sendo o único que está previsto, ao contrário do que aconteceu durante toda esta semana, durante a qual havia dois boletins por dia, um de manhã e outro ao final da tarde

Visitas continuam

O presidente do PS, Carlos César, esteve hoje no hospital da Cruz Vermelha em representação de "toda a família socialista portuguesa". "Viemos dar um abraço em nosso nome em termos pessoais, mas também em representação de uma grande família do doutor Mário Soares que é toda a família socialista portuguesa, mas também sabendo que a generalidade dos portugueses acompanha o seu estado de saúde e estima que ele continue a lutar como sempre fez ao longo de toda a sua vida", disse o presidente do PS à saída aos jornalistas, acompanhado por Ana Catarina Mendes, secretária-geral adjunta do partido.

A eurodeputada do PS Ana Gomes e a ex-candidata presidencial Maria de Belém também estiveram no Hospital da Cruz Vermelha, em Lisboa, mas escusaram-se a prestar declarações aos jornalistas.

Também o presidente da Assembleia da República, Eduardo Ferro Rodrigues, esteve esta manhã no Hospital da Cruz Vermelha.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG