Marcelo preferia Cavaco a promulgar orçamento porque "é bom" acelerar processo

Candidato diz que falhar as metas do défice por culpa do Banif não é motivo para "pânico"

Marcelo Rebelo de Sousa defendeu esta noite que "tudo o que seja acelerar" a aprovação do Orçamento do Estado para 2016 "é bom porque entra em aplicação mais cedo". O candidato preferia assim que fosse Cavaco Silva a promulgar o Orçamento, mas diz que "já sabem, que se for eu, fará tudo, os possíveis e os impossíveis, para que o orçamento tenha pés para andar.

O candidato falava depois do ministro das Finanças, Mário Centeno, ter dito que apresentava o Orçamento do Estado na próxima semana e que, provavelmente o país não sairá do procedimento por défices excessivos, devido ao problema do Banif

Marcelo desdramatizou o facto de o país poder não sair do procedimento por défices excessivos. O candidato presidencial diz que "já era esperado" e que este "não é um problema de gestão orçamental ordinária", pelo que "não vamos agora entrar em pânico, ou em juízo negativo, ou em preocupação injustificada".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG