Marcelo oferece a Nyusi camisola da seleção portuguesa que reproduz a de 1966

"Portugal atingiu o máximo da sua expressão devido a quatro moçambicanos: Eusébio, Coluna, Vicente e Hilário", recordou o Presidente da República

O chefe de Estado português, Marcelo Rebelo de Sousa, ofereceu hoje ao Presidente moçambicano, Filipe Nyusi, o primeiro exemplar da nova camisola da seleção portuguesa de futebol, que disse ser uma reprodução da de 1966.

O Presidente português teve este gesto, fora do protocolo, num jantar oferecido por si em honra do Presidente moçambicano, no hotel Polana, em Maputo, dizendo que no mundial de 1966, no Reino Unido, "Portugal atingiu o máximo da sua expressão devido a quatro moçambicanos: Eusébio, Coluna, Vicente e Hilário".

Nesse campeonato do mundo realizado durante o período colonial a seleção de Portugal ficou em terceiro lugar. Com Hilário presente na sala, o chefe de Estado português afirmou: "Portugal conseguiu o que nunca tinha conseguido graças a Moçambique, devendo isso a Moçambique".

Marcelo Rebelo de Sousa disse que Filipe Nyusi iria receber "a primeira camisola da seleção de Portugal que vai intervir no Campeonato da Europa e que é a reprodução daquela que foi utilizada há 50 anos no Reino Unido".

"Antes mesmo do Presidente da República de Portugal ter essa camisola, tem o Presidente da República de Moçambique", salientou.

O chefe de Estado português acrescentou que, juntamente com a nova camisola da seleção, iria oferecer também a Nyusi, como recordação, "um retrato que evoca esses magníficos moçambicanos que foram precursores de uma amizade fraterna".

Marcelo Rebelo de Sousa fez estas ofertas, "quebrando o protocolo", no final do seu discurso, como expressão do "muito do afeto entre Portugal e Moçambique".

Em seguida, o Presidente de Moçambique agradeceu-lhe. "Já tinha ouvido dizer que havia surpresa, mas nessa dimensão, como costumam dizer as crianças: me ganhou", declarou.

Filipe Nyusi adiantou que a camisola da seleção portuguesa vai ficar no Museu da Presidência que abrirá em breve: "Para simbolizar que os moçambicanos que contribuíram para a vitória da pátria estarão sempre ao lado de nós".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG