Marcelo espera vitória da paz, estabilidade e unidade

Presidente português salienta que "não temos notícia de portugueses envolvidos, a qualquer título, no sentido de atingidos"

O Presidente da República desejou hoje a vitória da "paz, estabilidade, unidade" na Turquia, na sequência da tentativa de golpe de Estado, defendendo o primado do Estado de Direito democrático e direitos fundamentais.

"O Ministro dos Negócios Estrangeiros já referiu a posição portuguesa e a posição do Presidente é a de esperar que vença a causa da paz, estabilidade, unidade e do respeito pelos princípios do Estado de Direito democrático e dos direitos fundamentais das pessoas", disse Marcelo Rebelo de Sousa, à margem da inauguração do monumento do centenário da aviação militar portuguesa, em Vila Nova da Rainha, Azambuja.

A Turquia foi alvo de uma tentativa de golpe de Estado na sexta-feira à noite, mas o primeiro-ministro turco, Binali Yildirim, já afirmou que a situação no país "está completamente sob controlo".

"Felizmente, não temos notícia de portugueses envolvidos, a qualquer título, no sentido de atingidos. Acompanhamos a situação, esperando que - sendo um país membro da Aliança Atlântica e parceiro da União Europeia, importante em termos geopolíticos, económicos e estratégicos - seja uma evolução serena, calma", continuou o Chefe de Estado português.

O último balanço aponta para 161 mortos entre civis e forças leais ao presidente turco, Recep Erdogan, 1.440 feridos e 2.839 militares revoltosos detidos.

Yildirim adiantou que 20 militares revoltosos morreram no decurso da tentativa de golpe de Estado, números que contrariam o balanço inicialmente avançado pelas Forças Armadas, que apontavam para 104 mortes de militares revoltosos, abatidos pelas forças leais ao presidente Erdogan.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG