Mais de 1500 magistrados do Ministério Público não receberam salário

Ministério da Justiça diz que se tratou de uma "falha informática"

Os magistrados do Ministério Público não receberam o salário deste mês nem o subsídio de férias, que deveria também ter sido pago esta quinta-feira. De acordo com António Ventinhas, presidente do Sindicato dos Magistrados do Ministério Público (SMMP), esta situação - "inédita"- afeta "mais de 1500" magistrados.

O diretor-Geral da Administração da Justiça (DGAJ) garantiu esta manhã que já está resolvido o problema informático e os magistrados do Ministério Público receberão ainda esta quinta-feira o ordenado. Luís Borges Freitas assegurou que o processamento dos vencimentos e subsídio de férias já foi iniciado e que ainda hoje aqueles profissionais terão o dinheiro na conta bancária, podendo a rapidez dessa transferência depender agora da instituição bancária que opera com cada um dos magistrados.

O mesmo responsável lamentou o ocorrido e insistiu na prontidão com que a falha informática foi resolvida.

Os vencimentos dos magistrados do MP são processados pela Direção-Geral da Administração da Justiça, organismo do ministério liderado por Francisca Van Dunem.

De acordo com um comunicado emitido esta manhã pelo ministério, "não foi possível efetuar o pagamento dos vencimentos dos Magistrados do Ministério Público e dos Tribunais Administrativos e Fiscais relativos ao mês de junho devido a uma falha informática".

O comunicado referia ainda que o Ministério da Justiça "está a acompanhar a situação e a diligenciar no sentido de regularizar a situação ainda hoje".

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG