Legionela detetada em fábrica de químicos de Vila Franca de Xira

Autoridades de saúde ainda não sabem se é esta a fonte do surto da Doença dos Legionários que já causou cinco mortos.

Vestígios de legionela foram encontrados em duas das 12 torres de refrigeração da fábrica da Solvay Portugal na Póvoa de Santa Iria. A empresa confirmou à RTP que as primeiras análises indicam a presença da bactéria, mas o porta-voz da Solvay disse também ao Público que os testes noutras fábricas da região foram também positivos.

Todas as torres de refrigeração da Solvay, mas também da Central de Cervejas, e ADP Fertilizantes foram entretanto temporariamente encerradas para serem analisadas e limpas.

A subdiretora-geral de Saúde tem alertado, no entanto, que "enquanto não houver um comprovativo analítico" as autoridades sanitárias não podem imputar um nexo de causalidade a uma única fonte. E para isso é preciso conhecer os resultados das análises laboratoriais. A presença destas bactérias e o ocorrência de casos é mais comum nesta altura do ano, explicou Graça Freitas - o que é pouco comum é a dimensão deste surto.

Segundo a Direção-geral da Saúde (DGS), já morreram cinco pessoas vítimas de legionela, havendo 233 casos registados. Em comunicado, a DGS adiantou ainda que se encontram internadas nos cuidados intensivos 38 pessoas.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG