José Eduardo Martins vai ajudar Teresa Leal Coelho na campanha

Programa eleitoral autárquico antigo deputado do PSD vai servir de base à campanha da candidata do PSD à câmara de Lisboa.

A candidata do PSD à Câmara de Lisboa vai contar com um apoio importante nos próximos meses de pré-campanha eleitoral. José Eduardo Martins mostrou-se disponível para ajudar Teresa Leal Coelho neste desafio, apurou o DN.

A candidata e o ex-deputado do PSD almoçaram ontem, em Lisboa, e houve entendimento entre os dois para que o partido reme todo para o mesmo lado nesta corrida autárquica contra Fernando Medina.

Este apoio é importante já que José Eduardo Martins esteve a elaborar o programa político autárquico para Lisboa a convite da concelhia de Lisboa do PSD, liderada por Mauro Xavier, que foi sempre um crítico de todo o processo de escolha do candidato do partido para a principal câmara do País.

As medidas que o também ex-vice presidente da bancada social-democrata esteve a preparar vão ficar assim ao dispor da candidata para a campanha contra a governação socialista da autarquia. O DN sabe que José Eduardo Martins já tinha manifestado essa disponibilidade ao líder do PSD, Pedro Passos Coelho, num almoço que teve com ele há no final de janeiro. Neste encontro, Passos não terá convidado aquele que é visto como um adversário interno, para uma eventual candidatura. Até porque já saberia da indisponibilidade do advogado para tal.

Apesar de se mostrar cooperante, José Eduardo Martins não deixou de assumir no espaço de debate na RTP "O outro lado", na terça-feira à noite, que as eleições autárquicas põem à prova os líderes dos partidos. Assumiu ainda que, se estivesse no lugar de Pedro Passos Coelho, se o PSD tivesse um mau resultado nas eleições, se demitiria.

José Eduardo Martins frisou, no entanto, que Pedro Passos Coelho tem um perfil muito diferente e uma capacidade de resistência que o poderá levar a tomar uma decisão diferente, mesmo em caso de um mau resultado eleitoral. "

Conselho Nacional hoje

O Conselho Nacional do PSD reúne hoje para debater os nomes dos candidatos autárquicos e a estratégia do partido para estas eleições, depois da Comissão Política Nacional ter homologado a grande maioria dos cabeças de lista na terça-feira.

Faltam ainda aprovar os candidatos de 15 municípios, além dos das Regiões Autónomas dos Açores e da Madeira. Os sociais-democratas tinham já aprovado 95 candidaturas, antes da lista homologada na terça-feira. Nesta foi dada luz verde a mais 85.

No leque de autarquias que falta aprovar os respetivos cabeças de lista, incluem-se Odivelas, Loures e Oeiras, mas é sobretudo este último município que maiores dores de cabeça dá ao PSD. Uma eventual candidatura de Isaltino Morais contra Paulo Vistas pode baralhar as contas do partido no município.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG