Joaquim Bastinhas sofreu várias fraturas e rotura de bexiga. Mas está fora de perigo

Diretor clínico do Hospital de Portalegre admitiu que o estado de saúde do toureiro é "grave".

O cavaleiro Joaquim Bastinhas foi esta tarde operado no Hospital de Portalegre, após ter sido vítima de um atropelamento esta manhã por uma máquina agrícola, mas segundo fonte médica está livre de perigo. Os exames realizados ao toureiro de Elvas confirmaram a fratura da bacia, como tinha avançado o DN, mas apuraram ainda a fratura de uma perna e de um pé. O cavaleiro sofreu ainda uma rotura na bexiga.

Foi o próprio diretor clínico do hospital portalegrense, Jorge Gomes, que admitiu ao início da tarde que o estado de Joaquim Bastinhas é "grave", em face das várias fraturas, embora o toureiro se encontrasse "estável", mantendo-se sempre consciente. Segundo previsão dos clínicos avançada aos familiares que aguardam no hospital, a cirurgia e terá estado a decorrer dentro de um quadro considerado "positivo" pelos médicos.

Joaquim Bastinhas foi atropelado esta manhã, pelas 08:00, por uma máquina agrícola, na herdade das Algramassas, propriedade do cavaleiro tauromáquico (próxima da Ajuda) em Elvas. Bastinhas foi conduzido ao hospital da cidade, tendo depois sido transferido para a unidade de saúde de Portalegre a fim de ser sujeito a várias exames médicos para serem apuradas as extensões das lesões.

De acordo com os bombeiros que socorreram Joaquim Bastinhas, de 59 anos, a vítima estaria a falar ao telemóvel quando foi abalroado por uma máquina telescópica que fazia marcha atrás. Nem o operador da viatura se apercebeu da presença de Joaquim Bastinhas na traseira do veículo, nem o cavaleiro viu a máquina avançar na sua direção. Bastinhas não exibia ferimentos visíveis, mas queixava-se de violentas dores na zona lombar.

O filho, Marcos Bastinhas (também cavaleiro) foi, para já, o único elemento da família a prestar declarações públicas sobre o acidente. Recorreu à sua página no Facebook para confirmar que o pai sofreu um acidente com uma máquina agrícola e que logo no hospital de Elvas os médicos terão verificado que "apesar do susto", o cavaleiro "está bem, dentro dos possíveis". Escreveu ainda Marcos que o pai seria encaminhado para Portalegre, a fim de realizar um exame específico (urologia), que não está disponível no hospital de Elvas.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG