Mário Soares recebeu de Fernando Medina chave da cidade de Lisboa

Cerimónia decorreu na Fundação Mário Soares

O presidente da Câmara de Lisboa, Fernando Medina, entregou hoje ao antigo Presidente da República Mário Soares a chave da cidade de Lisboa, a mais alta distinção atribuída pelo município a personalidades com relevância nacional e internacional.

A cerimónia decorreu na Fundação Mário Soares, em Lisboa, tendo estado também presente o vice-presidente da Câmara, Duarte Cordeiro. Não foi aberta à imprensa.

De acordo com fonte do município, a decisão de entregar a chave da cidade de Lisboa ao antigo Presidente da República, primeiro-ministro e primeiro líder do PS foi tomada em reunião da Câmara Municipal.

Em declarações à agência Lusa, o presidente da Câmara Municipal de Lisboa salientou o simbolismo inerente ao facto de este ato ter ocorrido no dia em que se assinalam os 42 anos da revolução de 25 de abril de 1974.

"Foi com muita emoção que fiz a entrega da chave da cidade a Mário Soares. Entre os construtores da democracia portuguesa, Mário Soares ocupa um lugar muito especial", disse o presidente da Câmara de Lisboa.

Fernando Medina realçou, ainda, o caráter de "referência" que o antigo Presidente da República representa para as gerações mais jovens.

"A minha geração deve muito a Mário Soares. Por isso, atribuímos-lhe a mais alta distinção da cidade de Lisboa, num dia muito especial, o 25 de Abril", acrescentou.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Pedro Lains

"Gilets jaunes": se querem a globalização, alguma coisa tem de ser feita

Há muito que existe um problema no mundo ocidental que precisa de uma solução. A globalização e o desenvolvimento dos mercados internacionais trazem benefícios, mas esses benefícios tendem a ser distribuídos de forma desigual. Trata-se de um problema bem identificado, com soluções conhecidas, faltando apenas a vontade política para o enfrentar. Essa vontade está em franco desenvolvimento e esperemos que os recentes acontecimentos em França sejam mais uma contribuição importante.