Centeno pediu bilhetes ao Benfica para jogo com FC Porto por razões de "segurança"

Partida realizou-se em abril de 2017. Gabinete do ministro justifica com a "notoriedade do ministro" e a necessidade de manter a "segurança pessoal"

Mário Centeno, ministro das Finanças, pediu dois convites ao Benfica, um para si e outro para o filho, para ver o Benfica-FC Porto, de 1 de abril de 2017, na bancada presidencial, noticia esta sexta-feira o Observador.

O pedido dos bilhetes terá sido feito ao clube encarnado em meados de março, já depois da aprovação do código de conduta do Governo, na sequência do Galpgate - caso em que políticos foram ao Euro 2016 ver jogos de Portugal, com viagens pagas pela Galp.

Ao mesmo jornal, o gabinete de Mário Centeno confirmou o pedido e diz que "a notoriedade pública do ministro das Finanças coloca exigências à sua participação em eventos públicos como jogos de futebol no que concerne a garantir a sua segurança pessoal".

Relativamente a uma possível colisão do pedido de bilhetes com o código de conduta, fonte do Ministério das Finanças disse ao Observador que os bilhetes em causa, para a tribuna presidencial do Estádio da Luz, "não são comercializáveis, pelo que não têm um preço de venda definido".

Também o secretário de Estado do Tesouro, Álvaro Novo, pediu ao Benfica três bilhetes para o mesmo jogo com os dragões, mas para qualquer bancada. O gabinete de Centeno também confirma este facto, garantindo, no entanto, que os bilhetes foram todos pagos por quem os utilizou.

Em atualização

Ler mais

Exclusivos

João Almeida Moreira

Premium Segundos, Enéas e minutos

"O senhor vê na televisão o programa político eleitoral do presidente, tudo colorido, todos contentes, artistas milionários, se é essa a sua realidade, então vote neles, PT, PMDB, PSDB, PRTB, qualquer P, sempre estiveram juntos, é falsa a briga deles, agora se o senhor não aguenta mais ver menor abandonado na rua, as drogas, os crimes, tudo o que não presta aumentando, se você quiser expulsar para sempre esses patifes do poder, só existe uma opção, 56, o senhor nunca me viu junto com nenhum deles e comigo o senhor vai ficar livre de todos eles, o meu nome é Enéas 56."