Marcelo escolhe Onésimo Teotónio Almeida para presidir às comemorações

Professor Catedrático da Universidade de Brown é visto como um embaixador oficioso de Portugal

O Presidente da República anunciou hoje a designação de Onésimo Teotónio Almeida para presidir às comemorações do Dia de Portugal, que se vão desenrolar em Ponta Delgada, nos Açores, e em Boston, nos Estados Unidos da América.

"O Presidente da República decidiu nomear o Prof. Doutor Onésimo Teotónio de Almeida para presidir às comemorações do Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas deste ano", lê-se numa nota colocada hoje no site da Presidência da República.

"Estas comemorações desenrolar-se-ão em Ponta Delgada, nos Açores, e em Boston, nos Estados Unidos da América", acrescenta a mesma nota.

Onésimo de Almeida é natural da ilha de São Miguel e é Professor Catedrático da Universidade de Brown, em Providence, Rhode Island, EUA, conclui o texto.

Num trabalho publicado esta sexta-feira, o DN contava que Onésimo Teotónio Almeida é visto como um embaixador oficioso de Portugal e que não há quem tenha escrito mais abundantemente sobre a relação entre os Estados Unidos e a comunidade luso-americana. LEIA AQUI.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Opinião

Os aspirantes a populistas

O medo do populismo é tão grande que, hoje em dia, qualquer frase, ato ou omissão rapidamente são associados a este bicho-papão. E é, de facto, um bicho-papão, mas nem tudo ou todos aqueles a quem chamamos de populistas o são de facto. Pelo menos, na verdadeira aceção da palavra. Na semana em que celebramos 45 anos de democracia em Portugal, talvez seja importante separarmos o trigo do joio. E percebermos que há políticos com quem podemos concordar mais ou menos e outros que não passam de reles cópias dos principais populistas mundiais, que, num fenómeno de mimetismo - e de muito oportunismo -, procuram ocupar um espaço que acreditam estar vago entre o eleitorado português.