Marcelo escolhe Onésimo Teotónio Almeida para presidir às comemorações

Professor Catedrático da Universidade de Brown é visto como um embaixador oficioso de Portugal

O Presidente da República anunciou hoje a designação de Onésimo Teotónio Almeida para presidir às comemorações do Dia de Portugal, que se vão desenrolar em Ponta Delgada, nos Açores, e em Boston, nos Estados Unidos da América.

"O Presidente da República decidiu nomear o Prof. Doutor Onésimo Teotónio de Almeida para presidir às comemorações do Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas deste ano", lê-se numa nota colocada hoje no site da Presidência da República.

"Estas comemorações desenrolar-se-ão em Ponta Delgada, nos Açores, e em Boston, nos Estados Unidos da América", acrescenta a mesma nota.

Onésimo de Almeida é natural da ilha de São Miguel e é Professor Catedrático da Universidade de Brown, em Providence, Rhode Island, EUA, conclui o texto.

Num trabalho publicado esta sexta-feira, o DN contava que Onésimo Teotónio Almeida é visto como um embaixador oficioso de Portugal e que não há quem tenha escrito mais abundantemente sobre a relação entre os Estados Unidos e a comunidade luso-americana. LEIA AQUI.

Ler mais

Exclusivos

Premium

nuno camarneiro

Uma aldeia no centro da cidade

Os vizinhos conhecem-se pelos nomes, cultivam hortas e jardins comunitários, trocam móveis a que já não dão uso, organizam almoços, jogos de futebol e até magustos, como aconteceu no sábado passado. Não estou a descrever uma aldeia do Minho ou da Beira Baixa, tampouco uma comunidade hippie perdida na serra da Lousã, tudo isto acontece em plena Lisboa, numa rua com escadinhas que pertence ao Bairro dos Anjos.

Premium

Rui Pedro Tendinha

O João. Outra vez, o João Salaviza...

Foi neste fim de semana. Um fim de semana em que o cinema português foi notícia e ninguém reparou. Entre ex-presidentes de futebol a serem presos e desmentidos de fake news, parece que a vitória de Chuva É Cantoria na Aldeia dos Mortos, de Renée Nader Messora e João Salaviza, no Festival do Rio, e o anúncio da nomeação de Diamantino, de Daniel Schmidt e Gabriel Abrantes, nos European Film Awards, não deixou o espaço mediático curioso.