Fernando Negrão declarado eleito líder parlamentar com apenas 39% dos votos

Dos 88 deputados que votaram, 53 não disseram "sim" ao nome escolhido por Rui Rio

Fernando Negrão foi esta quinta-feira declarado eleito líder do grupo parlamentar do PSD, ainda que tenha obtido menos de metade de votos favoráveis dos deputados.

Negrão obteve apenas 39% de votos dos 88 deputados que votaram, Foram registados 35 votos "sim", mas 32 foram brancos e 21 nulos.

Contas feitas, 53 deputados sociais-democratas não deram o seu "aval" ao nome escolhido por Rui Rio para liderar a bancada doo PSD no Parlamento.

"Foi eleito o deputado Fernando Negrão para líder do grupo parlamentar com 39,7%", refere a ata da eleição lida pela assessora do grupo parlamentar do PSD.

Apenas o deputado Pedro Pinto não votou, tal como já tinha admitido na reunião do grupo em que foram anunciadas eleições antecipadas

A título de comparação, Hugo Soares, o líder parlamentar demissionário, foi eleito o ano passado com uma percentagem de 85,4% - 76 votos favoráveis, 12 votos brancos e um nulo.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Adriano Moreira

O relatório do Conselho de Segurança

A Carta das Nações Unidas estabelece uma distinção entre a força do poder e o poder da palavra, em que o primeiro tem visibilidade na organização e competências do Conselho de Segurança, que toma decisões obrigatórias, e o segundo na Assembleia Geral que sobretudo vota orientações. Tem acontecido, e ganhou visibilidade no ano findo, que o secretário-geral, como mais alto funcionário da ONU e intervenções nas reuniões de todos os Conselhos, é muitas vezes a única voz que exprime o pensamento da organização sobre as questões mundiais, a chamar as atenções dos jovens e organizações internacionais, públicas e privadas, para a necessidade de fortalecer ou impedir a debilidade das intervenções sustentadoras dos objetivos da ONU.