Caso Sócrates "envergonha qualquer socialista", diz João Galamba

Porta-voz do PS é o segundo dirigente do partido a quebrar o silêncio sobre o processo que envolve o ex-primeiro-ministro. Falou também sobre Manuel Pinho

João Galamba, porta-voz do PS, afirmou esta quarta-feira que o caso de José Sócrates "envergonha qualquer socialista, sobretudo se as acusações vierem a confirmar-se". É, assim, esta quarta-feira, o segundo dirigente socialista - depois de Carlos César aos microfones da TSF - a falar em vergonha relativamente ao processo que envolve o antigo primeiro-ministro.

Disse que é o "sentimento de qualquer socialista" ao ver um "ex-primeiro-ministro e secretário-geral do PS" a ser "acusado de corrupção e branqueamento de capitais". "Obviamente envergonha qualquer socialista, sobretudo se as matérias da acusação vierem a confirmar-se", acrescentou ainda na rubrica Esquerda-Direita, na SIC Notícias.

E se Carlos César também falou em vergonha em relação a polémica em torno de Manuel Pinho, João Galamba diz-se perplexo: "Estamos sobretudo perplexos com a revelação pública de um ministro de um Governo do PS que recebia mensalmente verbas quando disse que tinha cessado toda e qualquer relação com o BES. Gerou perplexidade em toda a gente".

Ler mais

Premium

João Almeida Moreira

Bolsonaro, curiosidade ou fúria

Perante um fenómeno que nos pareça ultrajante podemos ter uma de duas atitudes: ficar furiosos ou curiosos. Como a fúria é o menos produtivo dos sentimentos, optemos por experimentar curiosidade pela ascensão de Jair Bolsonaro, o candidato de extrema-direita do PSL em quem um em cada três eleitores brasileiros vota, segundo sondagem de segunda-feira do banco BTG Pactual e do Instituto FSB, apesar do seu passado (e presente) machista, xenófobo e homofóbico.