Idoso que estava desaparecido há dois dias foi encontrado por caçadores

O octogenário mostrava indícios de estar com "hipotermia e desorientado"

O octogenário desaparecido desde sexta-feira, em Pegarinhos, Alijó, foi encontrado, desorientado e debilitado, esta tarde, por caçadores, disse à agência Lusa o comandante dos bombeiros locais.

José Carlos Rebelo disse que o idoso foi por encontrado por caçadores, esta tarde, acrescentando que "está bem, mas debilitado".

Fonte da GNR referiu que o octogenário mostrava indícios de estar com "hipotermia e desorientado".

Os caçadores encontraram o idoso por acaso, tendo dado o alerta às autoridades.

O alerta para o desaparecimento chegou aos bombeiros cerca das 22:00 de sexta-feira e, de imediato, foram encetadas buscas para procurar o idoso que sofre de alzheimer.

Segundo o comandante dos bombeiros, o homem tinha sido visto pela última vez pelas 11:00 desse mesmo dia.

Durante o dia de hoje, foram mobilizados 16 operacionais, entre bombeiros e GNR, e cinco viaturas, que percorreram terrenos e caminhos, nas buscas.

Exclusivos

Premium

EUA

Elizabeth Warren tem um plano

Donald Trump continua com níveis baixos de aprovação nacional, mas capacidade muito elevada de manter a fidelidade republicana. A oportunidade para travar a reeleição do mais bizarro presidente que a história recente da América revelou existe: entre 55% e 60% dos eleitores garantem que Trump não merece segundo mandato. A chave está em saber se os democratas vão ser capazes de mobilizar para as urnas essa maioria anti-Trump que, para já, é só virtual. Em tempos normais, o centrismo experiente de Joe Biden seria a escolha mais avisada. Mas os EUA não vivem tempos normais. Kennedy apontou para a Lua e alimentava o "sonho americano". Obama oferecia a garantia de que ainda era possível acreditar nisso (yes we can). Elizabeth Warren pode não ter ambições tão inspiradoras - mas tem um plano. E esse plano da senadora corajosa e frontal do Massachusetts pode mesmo ser a maior ameaça a Donald Trump.