Homem mata mulher e faz explodir o corpo

Crime ocorreu cerca das 10.00. O casal já estaria separado há meses

Um homem é suspeito de ter matado hoje a mulher, na zona de Sacavém, Loures, após o que fez explodir o corpo, tendo-se suicidado de seguida, disse à agência Lusa fonte do Comando Metropolitano de Lisboa (Cometlis) da PSP.

"Suspeita-se ter-se tratado de um homicídio seguido de suicídio. O homem terá disparado tiros de caçadeira contra, pensamos nós, a sua companheira, e depois, ainda não se sabe bem como, feito explodir o corpo da vítima", explicou o comissário Rui Costa, porta-voz do Cometlis.

De acordo com o Jornal de Notícias, o homem era taxista e tinha cerca de 60 anos. A vítima seria a sua mulher, de 45 anos, e os dois estariam separados há vários meses. O Jornal de Notícias conta que homem não aceitava a separação e que matou a mulher por esta recusar voltar para ele.

O crime aconteceu entre as 9.30 e as 10.00, junto ao parque de estacionamento da transportadora Rodoviária de Lisboa, onde a vítima trabalhava na limpeza dos autocarros.

No local esteve a equipa de inativação de explosivos da PSP, que confirmou a inexistência de mais engenhos explosivos.

A investigação vai passar agora para a Polícia Judiciária.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG