"Um chefe da Marinha" vai ser CEMGFA depois de Pina Monteiro

Governo pretende que o cargo de CEMGFA volte a ser ocupado por "um chefe da Marinha" quando Pina Monteiro terminar as suas funções no segundo mandato.

O Governo vai propor ao Presidente da República a recondução do general Pina Monteiro no cargo de chefe do Estado-Maior General das Forças Armadas (CEMGFA), disse à Lusa fonte oficial do ministério da Defesa.

A mesma fonte confirmou que o vice-almirante Silva Ribeiro, atual diretor-geral da Autoridade Marítima Nacional e Comandante-geral da Polícia Marítima, será proposto para substituir o almirante Macieira Fragoso na chefia da Marinha.

A posse no novo chefe do Estado-Maior da Armada está prevista para o próximo sábado, no Palácio de Belém.

Segundo a mesma fonte, o Governo pretende que o cargo de CEMGFA volte a ser ocupado por "um chefe da Marinha" quando Pina Monteiro terminar as suas funções no segundo mandato.

Há três anos, segundo o princípio da rotatividade, a chefia do EMGFA deveria ter sido entregue à Marinha, mas o governo optou por escolher o general Pina Monteiro, oriundo do Exército.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG