Governo dá 500 mil euros para esterilizar cães e gatos de rua

Câmaras e centros de recolha de animais podem candidatar-se aos apoios agora disponibilizados

O Governo vai lançar, a partir de amanhã, quarta-feira, uma campanha para a esterilização de cães e gatos de companhia que sejam retirados das ruas. A linha de apoio concedida vai até aos 500 mil euros, aos quais se podem candidatar câmaras - até um limite de 15 mil euros - e centros de recolha de animais - até aos 30 mil euros -, conforme o definido no despacho publicado esta terça-feira em Diário da República.

A lei de 2016 prevê a "promoção de campanhas de esterilização de animais errantes, como forma privilegiada de controlo da sua população, com o objetivo de, a prazo, assegurar a eliminação do recurso à eutanásia para o efeito". A esterilização destes animais deve acontecer ao fim de 15 dias da sua recolha, quando estes não são reclamados. Posteriormente, deve ser encaminhados para a adoção.

A realidade tem sido bem diferente, segundo refere o PAN, citado pelo Jornal de Notícias. "De todos os animais recolhidos apenas 22% são esterilizados. A situação a norte é especialmente precária. Apenas 3,6% dos animais recolhidos foram esterilizados, sendo esta a região do país que apresenta maior número de animais recolhidos e eutanasiados." Citando ainda o relatório anual sobre os animais nos centros de recolha oficial de 2017, que indica que apenas 8873 dos 40 mil animais errantes recolhidos foram esterilizados. Eutanasiados foram quase 12 mil e 16 mil foram adotados.

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG