GNR recebeu 1566 queixas de homens por violência doméstica

A Guarda já recebeu mais participações de homens agredidos até à data do que em todo o ano de 2014

A GNR recebeu este ano, até à presente data, 1566 queixas por violência doméstica em que os homens foram as vítimas. Já superaram as participações apresentadas à Guarda por homens agredidos em 2014, que foram 1547, segundo dados facultados ao DN pelo comando geral da GNR.

Até ao final do primeiro semestre deste ano, o número de agressores domésticos (homens e mulheres) detidos pela GNR já quase igualava o total do ano passado. Foram 153 os suspeitos da prática do crime de violência doméstica detidos no 1ºsemestre. Em 2014 o total de detidos foi 154.

Dos casos de agressões praticados por mulheres sobre os homens nenhum resultou em homicídio, na área territorial da GNR.

A arma mais frequentemente utilizada pelas mulheres agressoras é a arma branca, conclui a GNR.

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG