Estado vai vender terrenos da antiga Lisnave num único lote

Os 630 mil metros quadrados serão postos à venda em 2019

O Estado vai colocar à venda os antigos terrenos da Lisnave numa operação que terá lugar no primeiro trimestre de 2019. Os terrenos serão vendidos num único lote de 630 mil metros quadrados.

A notícia foi avançada numa entrevista de Miguel Cruz ao jornal Público e publicada na edição desta segunda-feira. O presidente da Parpública, a holding que detém participações sociais (TAP, Galp e Águas de Portugal) e ativos imobiliários do Estado, anunciou que os terrenos situados em Almada vão mesmo ser vendidos.

"Entrámos agora na fase de avaliação dos terrenos, e elaboração do caderno de encargos, que deve estar concluída até ao final do ano. (...) Estamos a falar de 630 mil metros quadrados de área de construção prevista", disse Miguel Cruz.

O valor da venda não foi divulgado, mas o presidente da Parpública admite que a possibilidade do novo aeroporto ser construído no Montijo pode ajudar ao negócio, uma vez que "ajuda a ter uma atenção diferente, não apenas para os terrenos da Margueira [onde se situavam os estaleiros da Lisnave], mas sobre todo aquele arco ribeirinho sul".

Exclusivos