Encerrado em Olhão casino ilegal que funcionava em armazém

A operação teve origem numa investigação por exploração ilícita de jogo e fraude fiscal

A Unidade de Ação Fiscal (UAF) da GNR encerrou este fim de semana um casino ilegal que funcionava num armazém em Olhão, no Algarve, apreendendo mais de 50 mil euros, e anunciou esta segunda-feira.

Em comunicado, a UAF adiantou que no decurso da operação foram constituídas arguidas 12 pessoas e apreendidos 53.210 euros, 1.080 de fichas de jogo de vários valores e duas mesas de jogo de póquer, entre outros equipamentos e material de jogo.

A operação teve origem numa investigação por exploração ilícita de jogo e fraude fiscal liderada pelo Destacamento de Ação Fiscal de Faro, que já decorria há um ano, lê-se no comunicado.

O material apreendido resultou da realização de seis buscas, uma delas no casino ilegal, que funcionava num armazém, duas domiciliárias e três em viaturas.

Dos arguidos, com idades entre os 33 e os 58 anos, nove estão indiciados pela prática de jogo ilegal e três por exploração ilícita de jogo e de fraude fiscal.

Esta ação da Unidade de Ação Fiscal contou com o apoio do Comando Territorial de Faro da GNR e do Comando Distrital da PSP de Faro.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG