Congresso do Grande Oriente Lusitano arranca em março

Tema de debate para este ano é "organização, funcionamento e finalidades do GOL no século XXI"

Será para discutir a "Organização, funcionamento e finalidades do Grande Oriente Lusitano no século XXI" que os maçons desta obediência vão reunir-se nos dias 11 e 12 de março no habitual congresso anual.

O comunicado aos elementos do GOL através de um decreto do secretário-geral da organização, José Relvas (nome maçónico), que, em jeito de aviso - e tendo em conta o período de pré-campanha eleitoral, ainda que não reconhecida, para grão-mestre -, lá foi dizendo que as comunicações se devem única e exclusivamente ao tema, "não sendo aceites trabalhos que se desviem do mesmo".

Isto porque as comunicações dos congressistas, antes de proferidas, terão de ser enviadas à comissão organizadora até às 20.00 do dia 1 de março. Quem não cumprir, será excluído de falar no congresso, o qual decorrerá "sem ritual", mas de acordo "com a disciplina maçónica". De acordo com informações recolhidas pelo DN, o atual grão-mestre, Fernando Lima, poderá usar a sua intervenção inicial para pré-anunciar a sua recandidatura.

Exclusivos

Premium

Vida e Futuro

Formar médicos no privado? Nem a Católica passa no exame

Abertura de um novo curso de Medicina numa instituição superior privada volta a ser chumbada, mantendo o ensino restrito a sete universidades públicas que neste ano abriram 1441 vagas. O país está a formar médicos suficientes ou o número tem de aumentar? Ordem diz que não há falta de médicos, governo sustenta que "há necessidade de formação de um maior número" de profissionais.