Concurso para médicos recém-especialistas será aberto "dentro de dias"

Garantia foi dada pelo ministro da Saúde, Adalberto Campos Fernandes

O ministro da Saúde prometeu esta quarta-feira que será lançado "dentro de dias" o concurso para os médicos recém-especialistas que acabaram há meses o internato, mas sem especificar datas.

CDS, PCP e Bloco de Esquerda questionaram hoje no parlamento o ministro Adalberto Campos Fernandes sobre os atrasos na abertura dos concursos de cerca de 700 médicos que concluíram a especialidade em abril e em outubro do ano passado.

Em reposta, o ministro da Saúde disse que o Governo decidiu fazer a junção das duas fases da conclusão da especialidade e "lançar dentro de dias" o concurso para que estes médicos possam ser especialistas do Serviço Nacional de Saúde (SNS).

Contudo, Campos Fernandes disse que estes médicos que acabaram a especialidade em abril e em outubro "estão a trabalhar e estão no sistema", mas ainda não foram admitidos enquanto especialistas.

Hoje, a Ordem dos Médicos emitiu uma nota em que considerava uma vergonha nacional a não abertura destes concursos para os cerca de 700 especialistas.

Segundo avançou o bastonário dos médicos, Miguel Guimarães, os concursos para os profissionais que concluíram o internato em abril deveriam ter sido abertos um mês depois, ou seja, há um atraso de cerca de oito meses.

"Mais uma vez isto ocorre por condicionalismos provocados pelo Ministério das Finanças. As Finanças estão de facto a controlar completamente a saúde e isto é mau para os portugueses", considerou.

O representante dos médicos frisa também que estes atrasos já fizeram ao SNS perder muitos destes jovens especialistas, que optaram por ir trabalhar para o setor privado ou para países estrangeiros.

Exclusivos