Mais de metade do país continua em seca severa

Janeiro foi um mês "quente e seco", diz o IPMA no seu último boletim climatológico. Precipitação continuou abaixo do normal e temperaturas máximas estiveram acima da média. Só as mínimas registaram valores abaixo da média

O mês de janeiro em Portugal continental foi seco e quente, com precipitação abaixo do normal, encontrando-se cerca de 56% do território em situação de seca severa, o que, mesmo assim, é uma melhoria face ao mês de dezembro.

De acordo com um resumo do boletim climatológico do IPMA disponível hoje na sua página da Internet, no final de janeiro cerca de 55,6% estava em seca severa, 39,9% em seca moderada e 4,5% em seca fraca.

No final de janeiro, ao contrário de dezembro (6,4%) não havia nenhuma região do continente em situação de seca extrema.

Segundo o IPMA, no final de dezembro, 58,3% do território encontrava-se em situação de seca severa, 29,1% em seca moderada, 6,4% em seca extrema, 5,6% em seca fraca e 0,6% em situação normal para a época.

O Boletim Climatológico indica também que o mês de janeiro em Portugal continental foi seco e quente, tendo-se verificado um valor médio da temperatura máxima (13,79 graus Celsius) superior ao normal.

Já o valor médio da temperatura mínima do ar (4,30º) foi inferior ao normal.

"Durante o mês de janeiro, os valores de temperatura média do ar apresentaram uma grande variabilidade, sendo de realçar os da temperatura mínima registados nos dias 03 e 04 de janeiro, muito superiores ao normal e no dia 15 muito inferiores ao normal", refere o IPMA.

Também os valores da temperatura máxima estiveram acima do normal entre os dias 28 e 31 de janeiro.

Quanto à precipitação, o mês de janeiro foi seco, com um valor médio em Portugal continental (76,5 milímetros) que corresponde a 65% do valor normal.

"Nos últimos 15 anos, apenas em cinco anos o valor médio da quantidade de precipitação em janeiro foi superior ao valor normal, com relação ao período de 1971-2000, indica o IPMA, acrescentando que janeiro é o 10.º mês consecutivo com valores de precipitação mensal inferiores ao normal.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG