Centenas desfilam em Lisboa neste Dia do Trabalhador

Ruas entre Martim Moniz e alameda D. Afonso Henriques encheram

Centenas de pessoas estão esta tarde a desfilar em Lisboa, entre o largo do Martim Moniz e alameda D. Afonso Henriques, para assinalar o 1.º de Maio, Dia do Trabalhador, numa organização da CGTP-Intersindical.

O tradicional desfile arrancou às 15:40, a partir do Martim Moniz, na baixa lisboeta, em direção à avenida Almirante Reis, que está interdita ao trânsito nos dois sentidos, até à alameda D. Afonso Henriques, onde o secretário-geral da CGTP-IN, Arménio Carlos, vai proferir o seu discurso.

Nas duas faixas que encabeçam o desfile pode ler-se: "Defender, Repor e Conquistar" e "1.º de Maio avança pela mudança".

Entre a multidão é possível ver-se diversas associações e sindicatos ligados aos setores da Educação, Segurança e Indústria.

Em outras tarjas empunhadas pelos participantes podem-se ler palavras de ordem como "Em defesa do Ensino Público" e "Aumento dos salários e respeito pelas condições dos trabalhadores", entre outras.

Ao longo da avenida centenas de pessoas, nos passeios, assistem à passagem do desfile.

Ainda a destacar a presença de pessoas empunhando tarjas relacionadas com as situações dos imigrantes em Portugal e dos refugiados na Europa.

Do desfile faz parte um grupo de jovens tocadores de bombo.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG