CDS quer ir além da supervisão bancária na revisão constitucional

Assunção Cristas anunciou que o partido vai contar com o contributo de independentes para o seu gabinete de estudos

A líder do CDS-PP, Assunção Cristas, afirmou hoje que as propostas de revisão constitucional que a bancada irá apresentar, ainda sem prazo definido, incluirão outras matérias para além da nomeação do Governador do Banco de Portugal.

Assunção Cristas afirmou que a questão da supervisão bancária e a forma de nomeação do governador do Banco de Portugal "é um aspeto entre outras questões que virão" do trabalho que o partido iniciará no seu gabinete de estudos e para o qual contará com o contributo de independentes.

"Não temos neste momento uma preocupação central de ir rever a Constituição da República, queremos dar respostas concretas para resolver questões concretas que têm impacto na vida dos portugueses e é daí que nascerão os tópicos para a revisão constitucional", disse.

A presidente do CDS-PP falava aos jornalistas no final de uma audiência com dirigentes do Partido Ecologista "Os Verdes", na sede do partido ecologista, em Lisboa, solicitada pela nova direção centrista após o Congresso do passado fim de semana para apresentação de cumprimentos.

Assunção Cristas sublinhou que o CDS-PP já tem "trabalho feito", lembrando que o partido apresentou projetos de revisão em 2010, num processo de revisão constitucional que foi interrompido pela convocação de eleições antecipadas.

Em 2010, o CDS-PP propôs a eliminação do Preâmbulo da Constituição, a consagração de um limite à carga fiscal, que não poderia ultrapassar os 35 por cento do Produto Interno Bruto, e a eliminação dos Governos Civis.

O projeto do CDS-PP conferia ao Presidente da República o poder de nomear dois dos juízes do Tribunal Constitucional, reduzia os prazos eleitorais e propunha que os titulares de cargos políticos condenados no exercício de funções não pudessem ser eleitos para mandatos futuros.

"A minha preocupação não é com o `timing", é com as políticas e com a forma como encontramos respostas", disse a recém-eleita líder do CDS-PP, adiantando que reunirá a Comissão Executiva do partido na sexta-feira para dar início a esse trabalho.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG