Cadáver de homem de cerca de 30 anos encontrado em ribeiro

A corporação recebeu pelas 17:00 o alerta de "alguém que detetou um cadáver preso nas silvas de um pequeno ribeiro" situado "junto ao ribeiro de Odres"

O cadáver de um homem de "cerca de 30 anos", já com "algum tempo de decomposição", foi esta segunda-feira encontrado num ribeiro no concelho de Marco de Canaveses, distrito do Porto, disse à Lusa o comandante dos bombeiros locais.

De acordo com Sérgio Silva, a corporação recebeu pelas 17:00 o alerta de "alguém que detetou um cadáver preso nas silvas de um pequeno ribeiro" situado "junto ao ribeiro de Odres", na freguesia de Banho e Carvalhosa.

Os bombeiros, que estiveram no local com três viaturas e oito homens, resgataram então o corpo de um homem "que aparentava 30 e picos anos" e que foi transportado para o Instituto de Medicina Legal, acrescentou o comandante Sérgio Silva.

O responsável dos bombeiros disse desconhecer as causas que possam ter levado à morte do homem, mas indicou que o corpo teria já "algum tempo de decomposição".

Exclusivos

Premium

Nuno Severiano Teixeira

"O soldado Milhões é um símbolo da capacidade heroica" portuguesa

Entrevista a Nuno Severiano Teixeira, professor catedrático na Universidade Nova de Lisboa e antigo ministro da Defesa. O autor de The Portuguese at War, um livro agora editado exclusivamente em Inglaterra a pedido da Sussex Academic Press, fala da história militar do país e da evolução tremenda das nossas Forças Armadas desde a chegada da democracia.

Premium

Ferreira Fernandes

A angústia de um espanhol no momento do referendo

Fernando Rosales, vou começar a inventá-lo, nasceu em Saucelle, numa margem do rio Douro. Se fosse na outra, seria português. Assim, é espanhol. Prossigo a invenção, verdadeira: era garoto, os seus pais levaram-no de férias a Barcelona. Foram ver um parque. Logo ficou com um daqueles nomes que se transformam no trenó Rosebud das nossas vidas: Parque Güell. Na verdade, saberia só mais tarde, era Barcelona, toda ela.