Aumento da resistência aos antibióticos é perigo para a saúde mundial

OMS alerta para o consumo excessivo de antibióticos e para a sua má utilização.

" aumento da resistência aos antibióticos representa "um imenso perigo para a saúde mundial", indicou hoje a diretora geral da Organização Mundial da Saúde (OMS), Margaret Chan, na apresentação da primeira investigação sobre o tema.

Esta resistência, acrescentou Margaret Chan, "atinge níveis perigosamente elevados em todas as partes do mundo".

A pesquisa, publicada hoje em Genebra, revela que todas as pessoas podem um dia ser afetados por uma infeção resistente a estes medicamentos.

A resistência aos antibióticos ocorre quando as batérias evoluem e se tornam resistentes aos antibióticos utilizados para tratar as infeções, segundo a OMS.

Este flagelo mundial é sobretudo devido ao consumo excessivo de antibióticos e à sua má utilização.

Perto de metade (44 por cento) das pessoas que participaram no inquérito, que não pretende ser exaustivo e que foi realizado pela OMS nos 12 países, pensa que a resistência aos antibióticos é um problema das pessoas que abusam dos antibióticos.

Dois terços dos inquiridos julgam que não existe qualquer risco de resistência aos medicamentos nas pessoas que utilizem corretamente o tratamento antibiótico que lhes é prescrito.

"Na verdade, qualquer pessoa pode, a qualquer momento e em qualquer país, sofrer uma infeção resistente aos antibióticos", sublinhou a OMS, que assinala a partir de hoje a Semana Mundial para um bom uso dos antibióticos.

Exclusivos

Premium

Espanha

Bolas de aço, berlindes, fisgas e ácido. Jovens lançaram o caos na Catalunha

Eram jovens, alguns quase adultos, outros mais adolescentes, deixaram a Catalunha em estado de sítio. Segundo a polícia, atuaram organizadamente e estavam bem treinados. José Manuel Anes, especialista português em segurança e criminalidade, acredita que pertenciam aos grupos anarquistas que têm como causa "a destruição e o caos" e não a luta independentista.