Aumento da dívida pública não preocupa ministro da Economia

Caldeira Cabral desvaloriza o aumento da subida da dívida pública, argumentando que esta está "dentro do padrão."

O ministro da Economia, Manuel Caldeira Cabral, reagiu esta segunda-feira à divulgação do Banco de Portugal que anunciou um aumento da dívida pública para 2,4 mil milhões de euros em junho, relativamente a maio, totalizando 240 mil milhões de euros no final do primeiro semestre.

Para Caldeira Cabral, esta "evolução vem dentro de um padrão, é um aumento de 3%, que desde que esteja em linha com o crescimento nominal, e é o que se está a ver, significa uma estabilização do rácio de endividamento".

Assim, para o atual Ministro da Economia, o mais importante é garantir que a dívida "cresce menos" que a Economia, e que esta seja acompanhada por um continuo crescimento da contenção das contas públicas a fim de gerar uma situação de controlo do endividamento público, salientando ser este o objetivo desta legislatura.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG