Asilo: português que lidera gabinete europeu investigado por fraude

As irregularidades terão acontecido "no quadro do apoio da UE em resposta à crise de refugiados na Grécia"

José Carreira, o português que está à frente do Gabinete Europeu de Apoio em Matéria de Asilo (GEAA) está ser investigado pelo gabinete anti-fraude da União Europeia. Em causa estarão irregularidades em contratos de fornecimento, gestão de recursos humanos e proteção de dados.

De acordo com o jornal Politico, que denuncia o caso, a investigação cosnta de um relatório redigido por um membro do Gabinete Anti-Fraude Europeu (OLAF - a sigla em inglês) e dá conta de "suspeições de irregularidade pelo diretcor executivo do Gabinete Europeu de Apoio em Matéria de Asilo".

Os delitos terão acontecido "pelo menos mas não exclusivamente no quadro do apoio da UE em resposta à crise de refugiados na Grécia".

O Gabinete Europeu de Apoio em Matéria de Asilo (GEAA) é uma agência da UE com sede em Malta criada em 2011 com o objectivo de apoiar os países cujos sistemas de asilo e acolhimento estejam sob forte pressão, promovendo a cooperação entre Estados-membros.

José Carreira é o seu diretor executivo desde abril de 2016.

As investigações já foram confirmadas por um porta-voz do Gabinete Anmti-Fraude e um outro porta-voz, mas do gabinete liderado por José Carreira, também revelou que receberam visitas em outubro de 2017 e na semana passada.

"As visitas do OLAF a agências, instituições e entidades são uma prática normal" e "não implicam necessariamente a existência de irregularidades". "Por razões óbvias não podemos comentar este caso em particular", disse o porta-voz, citado pelo jornal Politico.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG