Ângelo Correia: Congresso não vai ser "nada de especial" e "totalmente previsível"

Histórico tem "pena" que este seja uma reunião magna de "quase unanimismo"

O histórico do PSD Ângelo Correia disse hoje ao DN que não espera "nada de especial"do XXXVI Congresso do PSD, que hoje se inicia em Espinho, considerando que a reunião magna do partido é "totalmente previsível". O antigo presidente da mesa do congresso tem "pena" que este seja um "congresso de quase unanimismo".

Ângelo Correia diz que a "unidade é importante", mas "mesmo dentro dessa unidade era bom que este fosse um congresso onde fossem discutidas diferenças". Como conselho ao partido, uma vez que não participará no congresso, o social-democrata atira: "Aproveitem para meditar. Meditem muito".

O histórico do PSD chegou a ser próximo e patrão de Pedro Passos Coelho, mas nos últimos tempos tem sido dos maiores críticos da liderança do atual líder do PSD.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG