ACP aplaude decisão judicial sobre tributação a veículos importados

O Automóvel Club de Portugal acredita que o setor automóvel é "o mais fustigado pela tributação em Portugal" e elogia decisão do Tribunal de Justiça da UE

O Automóvel Club de Portugal congratulou-se hoje com a decisão do Tribunal de Justiça da UE em considerar que o sistema de tributação aplicado em Portugal aos veículos usados importados de outros Estados-membros é discriminatório.

Recordando que há muito que alerta para situações "que claramente violam as regras da livre circulação de mercadorias", o Automóvel Club de Portugal (ACP) diz que esta decisão levará à redução da tributação na importação de automóveis usados provenientes de Estados-membros da União Europeia (UE).

Para o ACP, o setor automóvel é "o mais fustigado pela tributação em Portugal".

O Tribunal de Justiça da União Europeia considerou hoje que o imposto sobre veículos usados importados de outro Estado-membro aplicado em Portugal viola as regras da livre circulação de mercadorias.

Em causa está, concretamente, o artigo 11.º do Código do Imposto sobre Veículos (CIV), ao abrigo do qual, considera o tribunal europeu, Portugal discrimina negativamente os veículos usados importados de outro país da UE, nomeadamente no que respeita às tabelas de desvalorização.

Na sequência deste acórdão, a Comissão Europeia deverá impor um prazo para que Portugal altere a legislação em causa.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG