A emoção de Ana Catarina Mendes. "Até sempre Mário Soares"

A secretária-geral adjunta do PS, Ana Catarina Mendes, emocionou-se hoje ao evocar a memória de Mário Soares, uma "figura impar e inesquecível" e um "combatente pela conquista da Liberdade e pela consolidação da Democracia"

De voz embargada, a socialista falou na sede do partido, no Largo do Rato, em Lisboa, e leu a mensagem que o PS havia divulgado horas antes, quando se soube da morte do antigo Presidente da República e fundador do PS.

"Soares é fixe. Até sempre, Mário Soares", fechou Ana Catarina Mendes, depois de advogar que Portugal "perdeu hoje o pai da Liberdade e da Democracia, a personalidade e o rosto que os portugueses mais identificam com o regime nascido a 25 de Abril de 1974".

Com o desaparecimento de Mário Soares, o PS salienta, numa declaração publicada na sua página oficial, lida depois pela sua secretária-geral adjunta, que "acaba de sofrer a maior das perdas imagináveis, a sua maior referência, o fundador e militante número 1, figura maior e indelével do socialismo democrático português e europeu".

Ana Catarina Mendes falou aos jornalistas num palanque onde, atrás do microfone e da socialista, figuravam quatro imagens a preto e branco de Soares, em registo de homenagem.

A sede do partido encontra-se aberta mas as movimentações, pelas 18:30, eram poucas. Contudo, no domingo, a sede encontrar-se-á aberta com um livro de condolências disponível para militantes e apoiantes prestarem o seu tributo a Soares.

Na página do PS, na rede social Facebook, o registo é também de pesar: o símbolo do partido, em cor-de-rosa, foi trocado pela mesma imagem mas a preto e branco.

Exclusivos