25 de Abril parlamentar diz-se no feminino

PSD, PS, BE e CDS terão deputadas a intervir em nome das respetivas bancadas na sessão solene dos 44 anos da Revolução

Margarida Balseiro Lopes, Elza Pais, Isabel Pires e Ana Rita Bessa - a sessão solene do 25 de Abril na Assembleia da República vai dizer-se sobretudo no feminino quando passam 44 anos da Revolução. As deputadas do PSD, PS, BE e CDS serão acompanhadas também do comunista Paulo Sá, de José Luís Ferreira, de Os Verdes, e de André Silva, o deputado único do PAN.

A recém-eleita líder da Juventude Social-Democrata foi a escolhida no grupo parlamentar do PSD para subir à tribuna da sessão que decorre na quarta-feira, pelas 10.00, no Parlamento, e que contará também com as intervenções do presidente da Assembleia da República, Eduardo Ferro Rodrigues, e do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa.

Pelo PS avança Elza Pais, como já antecipou o DN, que na quinta-feira, dia 26, apresentará a sua moção de recandidatura ao Departamento das Mulheres Socialistas.

Pelos bloquistas será Isabel Pires, eleita pela primeira vez nesta legislatura pelo círculo de Lisboa, e que coordena o grupo parlamentar do BE na Comissão de Assuntos Europeus.

Por fim, Ana Rita Bessa será a parlamentar que sobe à tribuna para falar em nome do CDS. Também estreante nesta legislatura, a deputada centrista é o rosto da sua bancada em matérias de educação.

Marcelo Rebelo de Sousa já antecipou, em entrevista à Notícias Magazine (publicada no domingo com o DN) que o mote para a sua intervenção será o verso "em cada esquina um amigo", da canção de José Afonso, Grândola, Vila Morena, a segunda senha tocada na rádio na madrugada de 25 de abril de 1974 para os militares avançarem com a deposição da ditadura do Estado Novo.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG