Sérgio Figueiredo vai receber salário superior a 5800 euros

Novo consultor de Fernando Medina ainda não assinou contrato, mas já se sabe que vai receber cerca de 140 mil euros ao longo de dois anos.

Sérgio Figueiredo vai receber um salário bruto superior a 5800 euros, ilíquidos, mais do que os 4767 euros que tinham sido noticiados, avança a RTP.

De acordo com informações prestadas pelo Ministério das Finanças à estação, o antigo diretor de Informação da TVI e novo consultor do ministro Fernando Medina ainda não assinou contrato mas já se sabe que vai receber cerca de 140 mil euros ao longo de dois anos.

Durante este período, Sérgio Figueiredo estará impedido de exercer outras atividades que possam representar um conflito de interesses com as que vai desempenhar no ministério das Finanças.

Sérgio Figueiredo vai aconselhar Medina na avaliação e monitorização do impacto das políticas públicas.

Nascido em 1966, Sérgio Figueiredo já foi diretor do Diário Económico e do Jornal de Negócios, tendo também trabalhado para o canal televisivo RTP2. Entre 2007 e 2014 foi diretor da Fundação EDP e, entre 2015 e 2020, foi diretor de informação da TVI.

Os partidos da oposição têm criticado esta contratação, que se vai fazer por ajuste direto, falando mesmo em troca de favores uma vez que Medina foi comentador da TVI enquanto Sérgio Figueiredo era diretor de informação.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG