Rangel reage com ironia a Rio: "Fico muito contente por vê-lo finalmente a fazer oposição"

Paulo Rangel diz que os militantes do PSD "mereciam um debate interno" e critica Rui Rio por não comentar entrevista de António Costa

Paulo Rangel reagiu com ironia ao anúncio de Rui Rio, que esta terça-feira disse que se ia concentrar na oposição ao PS e que por isso não vai fazer campanha interna para as diretas de 27 de novembro.

"Isso não é muito diferente do que já tenho dito. Tenho ficado contente por Rui Rio fazer oposição ao governo. Tenho defendido que o PSD tem de fazer oposição ao Governo, mas acho que os nossos militantes mereciam um debate interno. É expectável que haja um respeito por essa eleição. Mas fico muito contente por ver Rui Rio finalmente a fazer oposição ao Governo de António Costa", afirmou o candidato à liderança do PSD, sobre o seu adversário interno.

Após a ironia inicial, Rangel criticou Rio por não comentar a entrevista desta segunda-feira de António Costa à RTP 1, o que no seu entender não é fazer oposição. "Rui Rio não quis comentar entrevista de António Costa, mas eu disse que é fundamental que chamemos para a terceira dose da vacinação o vice-almirante Gouveia e Melo, isso é que é fazer oposição", atirou.

Paulo Rangel frisou ainda a importância de fazer acordos com a concertação social. "Temos de criar riqueza e romper estagnação. E isso só é possível com acordos na concertação social. O voto no PS é inútil, porque não consegue governar com a esquerda. Com PSD liderado por mim, o Governo terá na concertação social um parceiro fundamental", rematou, à margem de uma visita à Madeira.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG